5 lições para ensinar aos filhos a cuidarem do dinheiro

Quando o assunto é dinheiro uma boa estratégia para poupar é ensinar os filhos a terem consciência dos seus gastos. Quanto mais cedo os hábitos das crianças tenham um viés econômico, maiores as chances dos planejamentos criados sejam mais sólidos, sejam eles: acadêmico, emocional ou profissional. Além de garantir um futuro com mais tranquilidade para que eles realizem seus planos com mais tranquilidade e mais independência.

Nunca é tarde para ensinar e porque não começar ensinando os seus filhos? É uma tarefa simples e que vai fazer uma grande diferença no final do mês. Por isso, separamos 5 dicas para te ajudar nesse processo, confira:

Aprenda a fazer escolhas

A primeira dica é ensiná-los a fazerem escolhas. Esse simples hábito irá mostrar que todas as ações tem suas consequências. Além de desenvolver as capacidades de liderança, defesa das suas ideias e argumentação quanto a tomada de alguma decisão.

É válido lembrar que dar mesada não é exatamente um ensinamento para esse ponto, isso porque a criança enxerga nos pais uma fonte de renda e que quando precisar de mais renda, ela pode procurar ajuda deles para conseguir.

Também é importante lembrar que para ensiná-los a fazer boas escolhas, é preciso estar presente e ser exemplo para os pequenos, por isso, confira aqui algumas dicas de como você pode evitar dívidas. 

 

Tenha paciência para pesquisar

É importante que as crianças entendam que as lojas possuem diversas opções diferentes, sendo tanto de preço como de produtos. Assim, fica mais simples e fácil dos pequenos entenderem a importância de pesquisar pelos melhores preços e encontrarem os produtos com os melhores custo-benefício.

Um ótimo momento para exercitar esse tópico é na hora de comprar o material escolar, onde os filhos se sentem envolvidos diretamente neste processo. Mas vale se atentar a alguns detalhes neste processo, confira clicando aqui.  

 

Seja um exemplo

Ter um exemplo em casa é essencial, e dividir um pouco do processo financeiro da família com a criança acaba criando um senso de responsabilidade financeira ainda maior. Pois não gera frustrações relacionadas ao sentimento de que só ele deve economizar.

Os filhos precisam entender que apesar dos provedores serem os pais todos têm responsabilidade em administrar e otimizar ao máximo a renda do mês.

 

Tenham objetivos

Objetivos são importante para dar finalidade a toda a economia. Para as crianças, ter uma meta referente ao dinheiro que estará sendo poupado servirá como recompensa por sua disciplina.

É importante também, não banalizar as pequenas ações de economia, até que elas se tornem um hábito. Na prática, o valor poupado pela criança pode vir a ser uma aquisição de algum brinquedo ou presente que ela tanto deseja.

 

Já pensou em uma poupança?  

Quando falamos de poupar e assunto fica só dentro de casa, as chances de não ser levado a sério são altas. Por isso, uma poupança é uma ótima opção. Mas não precisamos complicar, podemos começar a poupança através do tradicional porquinho de moedas e no fim de cada mês você abre e explica para o seu filho quanto a mais ele ganharia se este dinheiro estivesse na poupança, descontando os valores administrativos e com o passar do tempo abrir uma poupança ou conta real para ele poderá se tornar uma opção.

É fácil e simples começar a orientar os filhos desde pequenos para que sejam consumidores mais conscientes. Lembre-se das nossas dicas e qualquer dúvida, basta procurar o Procon Vitória que estaremos à disposição.