Saiba quais informações pessoais podem ser utilizadas nos cadastros em lojas

Na hora das compras, é comum nos depararmos com os famosos cadastros em lojas. Esse registro auxilia o fornecedor a conhecer sua demanda e dá uma assistência maior ao consumidor. Mas, você sabe quais são as informações permitidas para esses cadastros?  

Antes de mais nada é importante saber que você, como consumidor, tem o direito de ser informado pelo fornecedor que possui o cadastro naquele estabelecimento. Além disso, você deve ter acesso a todas as informações a qualquer hora e poderá solicitar as alterações de dados cadastrais quando necessário. 

 A gerente do Procon Vitória, Herica Correa Souza, lembra que o consumidor deve estar atento aos seus dados e ter cuidado para quem ele disponibiliza essas informações, para não ser prejudicado futuramente. 

Quais informações podem constar no cadastro? 

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, as informações que poderão estar nos cadastros são somente as objetivas, restritas à relação de consumo. Ele não deve apresentar informações pessoais do consumidor, tão pouco sobre o seu caráter, sua família, características pessoais ou modo de vida. 

Os documentos autorizados para os cadastros e que podem ser exigidos são: comprovante de endereço e documentos oficiais de identificação, como o RG, CPF e CNH. 

No geral, cadastros em estabelecimentos devem conter apenas as informações básicas do consumidor. Fique alerta e tome cuidado para não expor informações demais na hora de criar o seu cadastro em lojas. Lembre-se, o Procon Vitória está à disposição para qualquer eventualidade.